NACIONAL -

NACIONAL - -

Governo anuncia pagamento faseado de retroativos nas forças de segurança

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Depois de uma reunião com os sindicatos e as associações sócio-profissionais da PSP e da GNR, o Ministério da Administração Interna refere que tomou a decisão política de alargar esse pagamento aos suplementos suspensos a todos os elementos da GNR e da PSP.

O Governo teve também em consideração as decisões já tomadas no mesmo sentido pelas câmaras municipais de Lisboa e do Porto relativamente às respectivas polícias municipais.

“Embora a decisão do Supremo Tribunal Administrativo apenas tenha determinado que o Estado pagasse um suplemento a quatro agentes da PSP, o Ministério da Administração Interna tomou a decisão política de alargar esse pagamento aos suplementos suspensos a todos os elementos da GNR e da PSP”, esclareceu o MAI em comunicado.

PUBLICIDADE

Assim, o pagamento será efectuado de forma faseada, entre 2020 e 2023, num montante de 25% em cada ano e num valor global de cerca de 80 milhões de euros.

Aos elementos das forças de segurança que já não se encontram ao serviço será efectuado, também, o pagamento devido.

Os cinco sindicatos da PSP presentes na reunião não aceitam a proposta do Governo de pagar de forma faseada, durante quatro anos, os suplementos. Exigem o pagamento dos retroactivos em Março de 2020, admitindo voltar a manifestar-se.

Além da ASPP, SIAP e APG, estiveram na reunião o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP), o Sindicato Unificado da Polícia de Segurança Pública (SUP) e o Sindicato Nacional de Oficiais de Polícia (SNOP), além da Associação Nacional de Oficiais da Guarda (ANOG), a Associação Nacional Autónoma de Guardas (ANAG), a Associação Nacional de Sargentos da Guarda (ANSG) e a Associação Socioprofissional Independente da Guarda (ASPIG).

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.