PAÍS –  Governo aprova requisição civil de enfermeiros com “efeitos imediatos”

PAÍS –
Governo aprova requisição civil de enfermeiros com “efeitos imediatos”

O Governo aprovou, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, a requisição civil de enfermeiros devido à greve cirúrgica destes profissionais de saúde.

Esta medida “não foi tomada de ânimo leve”, declarou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa após a reunião de Conselho de Ministros, acrescentando que terá “efeitos imediatos”.

PUBLICIDADE

A governante sublinhou “o respeito do direito à greve” mas fez “um apelo aos enfermeiros para que compreendam que a forma como o estão a exercer pode ser extremamente gravosa e desequilibrada”.

“Sendo uma opção de último recurso, será agora por portaria que se definirá o respetivo âmbito”, afirmou a ministra Marta Temido.

O governo justifica a medida com “o incumprimento da obrigação de prestação de serviços mínimos”, considerando estar a agir “de forma proporcional e na medida do necessário, de modo a assegurar a satisfação de necessidades sociais impreteríveis no setor da saúde”, segundo o comunicado da reunião de Conselho de Ministros.

Subscrição ao jornal - Papel
 
NIB: XXXX XXXX XXXXXXXXXXX XX
IBAN: XXXX XXXX XXXX XXXXXXXXXXX XX
SWIFT/BIC: XXXXXXXX

close-link