OPINIÃO

OPINIÃO -

#Grr!EudigoNãoaoCiberabusoNamoro: O que os adolescentes precisam de saber?

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Artigo de Maria Vale, elemento da CPCJ de Vila Verde

 

Para os adolescentes de hoje, as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC; aplicações telefónicas, redes sociais, emails, internet, …) constituem-se ferramentas muito atrativas para iniciarem, manterem e, ainda, fortalecerem as suas relações de namoro. Não obstante estes benefícios e oportunidades, a exposição online coloca-os, também, especialmente vulneráveis a serem vítimas e/ou agressores de ciber-abuso no namoro.

PUBLICIDADE

Falamos de ciber-abuso no namoro quando um(a) namorado(a) ou ex-namorado(a) recorre às TIC para exercer comportamentos abusivos sobre o(a) outro(a). Tome-se como alguns exemplos:

  • Ligar e/ou enviar SMS a humilhar, ridicularizar, insultar, ameaçar e/ou intimidar;
  • Exigir as palavras-passe e espiar as atividades e o histórico de chamadas, SMS, redes sociais, emails, internet;
  • Obrigar a excluir, remover e/ou bloquear alguém da lista de contactos e/ou de amigos nas redes sociais;
  • Enviar e/ou publicar fotografias, imagens e/ou vídeos com conteúdos íntimos e sexuais, sem permissão.

Sobre isto, o Estudo Nacional sobre a Violência no Namoro 2019, desenvolvido no âmbito Projeto ART’THEMIS+ Jovens Protagonistas na Prevenção e na Igualdade de Género, e promovido pela União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) documentou que 21% de 4938 adolescentes, entre os 11 e os 20 anos de idade, reporta ter sido vítima de ciber-abuso no namoro, através das redes sociais, sendo que 23% considera “normal”. Alerta-se os adolescentes que estes comportamentos não são formas de expressar amor, provas de confiança e/ou sinais de preocupação, pelo contrário, têm  como objetivo magoar, controlar, invadir a privacidade, isolar e assustar.  

Para informar, sensibilizar e providenciar orientações efetivas em caso do adolescente ter sido vítima, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Vila Verde e a Associação SOPRO – Solidariedade e Promoção através do projeto ENVOLVER (POISE-03-4436-FSE-000932) desenvolveram uma campanha/ movimento #Grr!EudigoNãoaoCiberabusoNamoro, que será divulgado no Dia da Internet Mais Segura, a 9 de Fevereiro. Temos algumas atividades. Dá uma espreitadela nas redes sociais! Adere…! E … Partilha!

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS