PAÍS –  Há ainda meio milhão de portugueses sem médico de família

PAÍS –
Há ainda meio milhão de portugueses sem médico de família

Trinta novas unidades de saúde familiar (USF) abriram este ano em Portugal, mas há ainda pelo menos meio milhão de portugueses sem médico de família, segundo dados do Ministério da Saúde.

Em comunicado, o Ministério dá conta da abertura, esta sexta-feira, de duas novas USF, uma em Paranhos e outra em Vendas Novas, que completam as 30 novas unidades que o Governo tinha estabelecido abrir este ano.

PUBLICIDADE

Nas contas do Ministério da Saúde, actualmente 94 % portugueses  têm médico de família atribuído, o que representa quase 9,5 milhões de cidadãos com médico.

Segundo o coordenador nacional para a reforma dos cuidados de saúde primários, Henrique Botelho, há já três regiões no país que estão acima dos 94% de população coberta por médico de família, no Alentejo, no Centro e no Norte, sendo que esta última região atinge os 99% de cobertura.

Em declarações à agência Lusa, Henrique Botelho explica que a zona de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser “o principal problema”, tendo a cobertura mais reduzida.

Botelho indica que o número de portugueses sem médico de família está acima dos 500 mil, mas considera que os dados de 2018 ainda não podem ser totalmente fechados.

O responsável lembra que está a decorrer o concurso de colocação de médicos da segunda fase do ano, sendo que a colocação efectiva de novos médicos de medicina geral e familiar só acontece nos primeiros dias de Janeiro.