JUSTIÇA:Homem de Vila Verde condenado a 12 anos por fraude na compra de carros

JUSTIÇA:
Homem de Vila Verde condenado a 12 anos por fraude na compra de carros

12 anos de prisão efetiva, em cúmulo jurídico, por cinco condenações. Foi esta a pena aplicada pelo Tribunal de Braga a um homem, de Coucieiro, Vila Verde, especialista em burlas na compra de carros. Sérgio Filipe de Azevedo tem, ao todo, dez condenações por crimes vários, a maioria por burla qualificada e falsificação.


Comprou, sem pagar, oito viaturas que valiam 227 mil euros. O histórico de crimes começou em 2007, quando alugou uma viatura em Lisboa  e a  registou em nome da mulher usando documentação falsa.

Deu 10 mil euros pelo aluguer, por 48 meses, mas vendeu o automóvel por 30 mil.  De seguida, o Tribunal de Braga deu como provado que conseguiu comprar três outros carros, um Fiat e dois Alfa Romeo, com documentos furtados a uma mulher, cuja assinatura falsificou.

PUBLICIDADE

Para tal, recorreu a uma «financeira» de crédito, a quem entregou recibos forjados de vencimento da mulher em causa, que – disse – trabalharia numa empresa têxtil. Logo, a seguir, e com o mesmo método fraudulento, comprou em 2008, um Opel. Ao todo, nos quatro carros lesou a empresa em cerca de
110 mil euros.

Mas as fraudes continuaram: conseguiu «adquirir» um Volvo, um Mazda, um Renault Megane e um Mercedes. Valiam, no total, 117 mil euros.

O rol de delitos inclui, ainda, o furto de dois cheques, a uma empresa de construção civil, de 5480 e de 309 euros, que conseguiu levantar, com assinaturas falsas.

O homem, que já se encontra preso na cadeia de Paços de Ferreira, vai continuar ali, por mais alguns anos. A mulher, sua cúmplice, foi, também, julgada e condenada noutro processo.


Com Luís Moreira (CP 8078)