NACIONAL -

NACIONAL - -

INEM recomenda formação em suporte básico de vida e desfibrilhação automática a novos condutores

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Os novos condutores, alunos do ensino secundário e dos cursos de Ciências da Saúde e do desporto, bem como vários grupos profissionais, deverão passar a realizar formação em suporte básico de vida e desfibrilhação automática externa. A recomendação consta de um relatório publicado na página da Internet do INEM, citado hoje pelo Jornal de Notícias.

O relatório foi realizado por um grupo de trabalho criado pelo Ministério da Saúde, para estudar a requalificação do Programa Nacional de Desfibrilhação Automática Externa de 2009 e está em discussão pública até dia 27 de agosto.

Contudo, está também presente no mesmo documento que a desfibrilhação deve continuar a ser enquadrada em programas organizados e manuseada por operacionais treinados e licenciados de acordo com a lei.

PUBLICIDADE

Para além dos profissionais de saúde, a formação deverá ser obrigatória a todos os nadadores-salvadores do Instituto de Socorros a Náufragos, agentes da GNR integrados no Grupo de Intervenção Protecção e Socorro (GIPS) e novos elementos incorporados nas forças de segurança (PSP, Polícia Municipal, GNR e polícia marítima).

REFORÇO DE DISPOSITIVOS

O relatório recomenda ainda um reforço de dispositivos em locais onde passam, em média, mil pessoas por dia, tais como centros comerciais, unidades hoteleiras, monumentos, áreas de diversão, embarcações turísticas e de transporte público, aeronaves da aviação comercial, comboios de longo curso, estabelecimentos de ensino, ginásios e complexos desportivos e unidades de saúde.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS