BRAGA - Ínsula das Carvalheiras oferece ‘túnel de tempo’ pela história de Bracara Augusta

BRAGA -
Ínsula das Carvalheiras oferece ‘túnel de tempo’ pela história de Bracara Augusta

A musealização da Ínsula das Cavalheiros vai propiciar uma verdadeira viagem no tempo através de um túnel com 40 metros que, recorrendo às media arts, evoca os dois milénios de história de Bracara Augusta.

O projecto, divulgado este sábado pelo vereador Miguel Bandeira na apresentação do plano de musealização da Ínsula das Carvalheiras, situada no centro de Braga, prevê ainda a criação de um parque urbano anexo às ruínas.

O ‘túnel’, que corporiza um centro interpretativo com uma dimensão moderna e tecnológica, constitui, afirma Bandeira, um “espaço que proporciona uma viagem pelo importantíssimo legado romano”.

PUBLICIDADE

“A cidade passará assim a dispor de uma ampla área patrimonial musealizada e aberta ao público, que constituirá um equipamento de grande valor histórico e cultural, verdadeiramente emblemático da origem romana de Braga, capaz de ajudar a reforçar a sua identidade e a diferenciar a oferta cultural de Braga”, sublinha Miguel Bandeira.

O projecto resulta de um protocolo com a Universidade do Minho, que realizou um “exaustivo” trabalho de investigação e interpretação dos achados arqueológicos da Ínsula das Carvalheiras.