VILA VERDE –

VILA VERDE – -

José Morais critica «estado deplorável» das habitações sociais da Câmara

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O vereador do PS José Morais criticou, esta terça-feira, o «estado deplorável» em que se encontram as habitações sociais da Câmara de Vila Verde, dizendo ser «urgente mudar as prioridades» da autarquia, criticando a acção da vereadora Júlia Fernandes.

«Não se compreende que a Câmara, na Gala Namorar Portugal, num só dia, gaste 90 mil euros, permitindo, em simultâneo, que famílias carenciadas vivam nestas condições», refere o vereador, em comunicado.

PUBLICIDADE

A tomada de posição de José Morais surge na sequência de «várias visitas» efectuadas às habitações sociais da Câmara de Vila Verde, em Barbudo, onde o eleito do PS contactou com os residentes e verificou aquilo que diz ser «o estado lastimável» de algumas casas.

«Não têm condições de salubridade mínima. Pude ver, por exemplo, alguns tectos totalmente apodrecidos, com bolor e esburacados. Locais no interior de casas onde, sempre que chove, pinga água, ou situações onde foi colocado um pilar de ferro a segurar uma viga do telhado que estará partida ou ver o chão de casas de banho em cimento, sem tijoleira», detalha.

Para Morais, «é desumano e inaceitável que a Câmara deixe os seus inquilinos, famílias desfavorecidas, viverem nas condições» descritas.

«Ali moram vilaverdenses que pagam uma renda social à câmara e que vivem em condições degradantes. A câmara é um péssimo exemplo como senhorio! Além disso, é incompreensível que a câmara tenha habitações abandonadas há vários anos quando há famílias a necessitar deste apoio», aponta.

CRÍTICAS À VEREADORA JÚLIA FERNANDES

No mesmo comunicado, o vereador do PS refere que no exterior das residências, existem materiais novos, como «telhas novas, adquiridas pela Câmara e abandonadas há tanto tempo que já foram invadidas por silvas».

«Não se compreende que, chovendo dentro das casas, exista ali material novo há muito tempo e não seja aplicado», frisa, dirigindo críticas à vereadora Júlia Fernandes.

«O desinteresse da vereadora responsável pelo pelouro da habitação e ação social é enorme e tem de ser denunciado publicamente. Recordo que a vereadora com o pelouro da habitação é a mesma que é responsável pelas festas. Lamento que a vereadora gaste todo o seu tempo a andar de festa em festa, meses a fio, e nelas gaste demasiadas verbas», vinca.

CÂMARA DIZ TER FEITO OBRAS

Ao jornal “O Vilaverdense”, fonte do Município disse que a autarquia «está atenta» às habitações sociais e que tem realizado obras de requalificação em várias delas, estando outras já com programas de reabilitação para se iniciarem em breve.

«O senhor vereador tem andado muito distraído às obras de recuperação das habitações sociais que tem sido feito. A melhoria do parque habitacional em termos sociais está quase concluída», refere.

Segundo a mesma fonte, «neste momento, estão a ser terminadas as obras de requalificação de dois apartamentos na Rua Professor Machado Vilela, que vão ser entregues em breve».

«Fica a faltar uma casa, que está habitada, além de outra que está desabitada e que será transformada em duas. Para ambas já estão em curso os respectivos programas de reabilitação», acrescentou.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS