JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Megaoperação contra roubo de viaturas passou por oficinas em Vila Verde

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Polícia de Segurança Pública (PSP) anunciou hoje que os quatro detidos na passada quinta-feira pertenciam ao «núcleo duro» de um grupo indiciado pelo roubo de 70 viaturas na Área Metropolitana do Porto.

Este grupo possuía tecnologia sofisticada e terá lucrada «muitos milhões de euros», sendo que as buscas passaram também pelo distrito de Braga, nomeadamente por Vila Verde e Vizela.

Em conferência de imprensa, Rui Mendes, intendente do Departamento de Investigação Criminal (DIC) do Porto explicou que foi possível «deter quatro indivíduos, porque era importante suster este fenómeno» e que, dessa forma «todos os indivíduos ligados a este grupo organizado que se dedicavam ao furto de viaturas foram detidos».

PUBLICIDADE

Rui Mendes afirmou ainda que foram identificadas «várias pessoas ligadas a ‘stands’ e a oficinas relacionadas com a reparação de viaturas, das quais três foram constituídas arguidas».

«Na operação policial de quinta-feira foram apreendidas uma grande quantidade de peças oriundas do desmantelamento de viaturas e uma grande quantidade de material electrónico muito sofisticado», elucidou Rui Mendes, referindo que o mesmo «servia para desbloquear a viatura e criar uma segunda chave branca desses automóveis».

O intendente do DIC do Porto acrescentou que bastavam «dois ou três minutos» para roubar uma viatura e que esta investigação foi «importante» pelo nível de intensidade que estes detidos tinham.

«Conseguimos recolher provas para cerca de 70 furtos de veículos automóveis, embora, na passada quinta-feira, durante a operação, conseguíssemos recuperar 10 automóveis e durante a investigação recuperámos mais 22 viaturas. Na realidade, este grupo está indiciado por cerca de 70 furtos de viaturas», afirmou Rui Mendes.

A investigação, que começou em Janeiro, foi feita no âmbito do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Valongo, em que a polícia investigou diversos crimes, como furto de viaturas, falsificação de documentos e a sua posterior recetação, revelou o intendente.

Os quatro suspeitos eram conhecidos de outras situações relacionadas com furto de veículos, sendo que, inclusivamente um dos detidos, de 55 anos, tem uma pena de oito anos para cumprir e estava fugido à justiça.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.