REGIÃO

REGIÃO -

«Mesmo estando de férias, todos podemos ser um agente de saúde pública e de proteção para as vítimas de violência doméstica»

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Em período de férias, altura em que as famílias passam mais tempo juntas, por vezes as situações de violência doméstica intensificam-se. «Redobrar a atenção neste período e mostrar disponibilidade para apoiar as vítimas, para que sintam que realmente não estão sozinhas, torna-se fulcral», apela o “Projecto Chega Mais” em comunicado.

Desta forma, durante este período de férias, o “Projeto Chega Mais” relembra os contactos do Gabinete de Apoio à Vítima de Violência Doméstica: Telefones: 963 667 175 | 933 588 520 Email: [email protected]

«Salientar que, por vezes, as vítimas estão mesmo ali, ao nosso lado, e nós não as identificamos ou não as queremos ver. Mesmo estando de férias, todos podemos ser um agente de saúde pública e de proteção para as vítimas de violência doméstica», relembram.

PUBLICIDADE

Para além do Gabinete de Apoio à Vítima do “Projeto Chega Mais” poderá, também, em caso de necessidade, recorrer aos seguintes números gerais em qualquer ponto do país:  Linha de apoio a vítimas de violência doméstica: 800 202 148 Linha SMS: 060; Email: [email protected]; Linha de emergência social: número 144 ou ainda, número da GNR/PSP da área de ocorrência da situação de vitimação.

“PROJECTO CHEGA MAIS”

O Projeto Chega Mais (cofinanciado pelo POISE-03-4437-FSE-000186 com tutela da CIG–Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género) dinamiza os Gabinetes de Apoio à Vítima de Violência Doméstica, em uma parceria conjunta entre a SOPRO ONGD – Solidariedade e Promoção e os Municípios de Amares, Terras de Bouro e Vila Verde.

Este serviço tem como finalidade «proporcionar atendimento, apoio e reencaminhamento de vítimas de violência doméstica, actuando numa lógica de trabalho em rede, por forma a dar respostas de proximidade no apoio e intervenção multidisciplinar e especializada às vítimas».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS