COVID-19

COVID-19 -

Minho com 12 concelhos com nível ‘extremamente elevado’, 5 ‘muito elevado’ e 7 ‘moderado’

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As dúvidas sobre as novas medidas decorrentes da renovação do estado de emergência, se é que ainda as havia, foram desfeitas este sábado.

Em conferência de imprensa, o primeiro-ministro, António Costa, destacou que os concelhos vão estar divididos consoante os níveis de risco em ‘extremamente elevado’, ‘muito elevado’, ‘elevado’ e ‘moderado e é em função destes critérios de risco que nos próximos meses são modeladas as medidas a adoptar para que se “ajustem o melhor possível à realidade efectiva em cada concelho”.

PUBLICIDADE

O Governo acrescentou mais dois níveis de risco elevado aos concelhos abrangidos pelas medidas especiais de combate à covid-19. De acordo com as taxas de incidência da covid-19, os concelhos de risco passam agora a estar divididos da seguinte forma: 65 em risco moderado, 86 em risco elevado, 80 em risco muito elevado e 47 em situação de risco extremamente elevado.

Na actualização do executivo, 17 autarquias saem, sendo que outras 39 entram, passando agora a haver 213 concelhos abrangidos pelas medidas restritivas, divididos em quatro níveis de risco.

NÍVEIS DE RISCO NO MINHO

No portal do Governo (https://covid19estamoson.gov.pt/lista-de-concelhos-nivel-de-risco/) surgem no nível ‘extremamente elevado’ (mais de 960 casos de doença por 100 mil habitantes) 12 concelhos do Minho: Braga, Amares, Barcelos, Caminha, Celorico de Basto, Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Valença, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela

No nível ‘muito elevado’ (de 480 a 960 casos) estão cinco concelhos minhotos: nesta categoria: Arcos de Valdevez, Cabeceiras de Basto, Esposende, Vila Verde e Ponte de Lima.

No nível de risco ‘moderado’ (mais de 240 casos) surgem sete concelhos: Melgaço, Monção, Terras de Bouro, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS