VILA VERDE –

VILA VERDE – -

MP acusa António Vilela de fazer concurso “à medida” para chefe de divisão

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, está acusado pelo Ministério Público (MP) de ter influenciado a escolha da actual chefe de divisão financeira da autarquia para o cargo, em 2009.

Segundo noticia o Correio da Manhã na sua edição desta sexta-feira, em causa estão alegados crimes de prevaricação e participação económica em negócio na escolha de Sofia Sampaio para a chefia de divisão financeira, função que mantém actualmente.

PUBLICIDADE

Além do autarca, são também arguidos António Zamith Rosas, à data vereador da Câmara de Vila Verde, Ângela Costa, a então chefe da divisão jurídica do Município, e António Ferraz.

A acusação do Ministério Público considera que o concurso foi feito “à medida” para que fosse Sofia Sampaio a escolhida, embora esta se tenha apresentado como única candidata na fase final do concurso, revelou fonte ligada ao processo..

Para o MP, António Vilela – que assumiu funções de presidente em Junho de 2009, aquando da saída de José Manuel Fernandes para o Parlamento Europeu – deu instruções ao júri para que escolhesse Sofia Sampaio.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.