VILA VERDE – MP acusa António Vilela de fazer concurso “à medida” para chefe de divisão

VILA VERDE –
MP acusa António Vilela de fazer concurso “à medida” para chefe de divisão

O presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, está acusado pelo Ministério Público (MP) de ter influenciado a escolha da actual chefe de divisão financeira da autarquia para o cargo, em 2009.

Segundo noticia o Correio da Manhã na sua edição desta sexta-feira, em causa estão alegados crimes de prevaricação e participação económica em negócio na escolha de Sofia Sampaio para a chefia de divisão financeira, função que mantém actualmente.

PUBLICIDADE

Além do autarca, são também arguidos António Zamith Rosas, à data vereador da Câmara de Vila Verde, Ângela Costa, a então chefe da divisão jurídica do Município, e António Ferraz.

A acusação do Ministério Público considera que o concurso foi feito “à medida” para que fosse Sofia Sampaio a escolhida, embora esta se tenha apresentado como única candidata na fase final do concurso, revelou fonte ligada ao processo..

Para o MP, António Vilela – que assumiu funções de presidente em Junho de 2009, aquando da saída de José Manuel Fernandes para o Parlamento Europeu – deu instruções ao júri para que escolhesse Sofia Sampaio.