JUSTIÇA –  MP acusa Clube de Caça e Pesca de Vila Verde de crime de poluição

JUSTIÇA –
MP acusa Clube de Caça e Pesca de Vila Verde de crime de poluição

O Ministério Público (MP) acusa o Clube de Caça e Pesca de Vila Verde e o seu presidente de um crime de poluição. Em causa está uma alegada contaminação de um terreno agrícola, em Sabariz, com «uma enorme quantidade de chumbos».

A acusação foi tornada pública pela Procuradoria-Geral Distrital do Porto, na sua página de internet, onde se pode ler que, em virtude «de não terem sido implementadas as medidas de protecção legalmente previstas, uma enorme quantidade de chumbos depositaram-se no solo de terreno contíguo usado para fins agrícolas e pecuários, contaminando-o».

PUBLICIDADE

O MP refere que as análises feitas ao solo, em 2011 e 2016, fazem com que seja considerado «tóxico». Sublinha que tem teores de chumbo de 11 a 16 vezes superiores ao limite legal, de acordo com o momento da colheita e a camada de solo sobre que incidiu a análise.

O campo destina-se à prática de tiro a chumbo nas modalidades de fosso universal, fosso olímpico, trap, double trap, compak sporting e tiro ao voo.

A Direcção do Clube de Caça e Pesca de Vila Verde reservou comentários para mais tarde.