OPINIÃO -

OPINIÃO - -

Nem todas as crianças conseguem desfrutar de uma infância plena

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Autor: CPCJ de Vila Verde

 

Nos últimos 30 anos, no mundo, a vida de muitas crianças e jovens melhorou. Segundo a UNICEF, desde 1990, houve uma redução de mais de 50% nas mortes de crianças menores de 5 anos, caiu quase para metade a proporção de crianças subnutridas e mais de 2,6 biliões de pessoas têm água potável ao dispor.

PUBLICIDADE

No entanto, há ainda alguns milhões de crianças que estão esquecidas: 650 milhões de meninas casaram-se antes dos 18 anos; 262 milhões de crianças estão fora da escola; 1 em cada 4 crianças vive em áreas com recursos hídricos muito limitados.

Nem todas as crianças conseguem desfrutar de uma infância plena. Cabe-nos exigir que os líderes mundiais se comprometam a garantir que todas as crianças tenham assegurados todos os direitos, até porque, há trinta anos, assumiram um compromisso histórico com as crianças de todo o mundo ao adotar a Convenção sobre os Direitos da Criança. Tornou-se o tratado de direitos humanos mais amplamente ratificado da história da humanidade, por 196 países; só os Estados Unidos não ratificaram a Convenção.

Para que este tratado seja lembrado, no dia 22 de novembro, as 14 Comissões de Proteção de Crianças e Jovens do distrito de Braga, com o apoio dos seus Municípios, comemoraram o 30.º aniversário da Convenção dos Direitos da Criança. Realizaram um Sarau Solidário que designaram “Juntos pelos Direitos de TODAS as Crianças”. O evento realizou-se no Multiusos de Fafe e atraiu mais de 1600 pessoas. Pretendeu sensibilizar a comunidade para os Direitos da Criança, consagrados na referida Convenção e, simultaneamente, angariar fundos que permitirão que crianças noutro local do mundo, designadamente em Itoculo, Moçambique, vejam os seus direitos fundamentais respeitados e concretizados. Os fundos angariados ultrapassaram largamente as expectativas. O espetáculo fez-se com a participação de 400 crianças dos 3 aos 18 anos. Cada concelho levou uma atividade e o programa foi diversificado: artes circenses, musicais, música, teatro, dança, entre outros. A CPCJ de Vila Verde fez-se representar orgulhosamente com um grupo de jovens da Academia de Música de Vila Verde, que abrilhantou de forma magnifica a festa.

Tratou-se de um evento memorável, com muita alegria, muita emoção, muito orgulho por tudo aquilo que se desenvolve nos 14 concelhos do distrito de Braga. A qualidade esteve patente, percebeu-se o empenho dos responsáveis e os Presidentes dos diversos Municípios uniram-se de forma muito empenhada a esta causa. Parabéns a todos!

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS