REGIÃO

REGIÃO -

Oficina de Criatividade Himalaya abre em Dezembro para promover ciência em Arcos de Valdevez

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O presidente da Câmara de Arcos de Valdevez apontou esta terça-feira a abertura ao público da Oficina de Criatividade Himalaya para Dezembro, um investimento de 1,8 milhões de euros destinado a promover a ciência naquele concelho.

Segundo João Manuel Esteves, “o objectivo do município será inaugurar o novo espaço no dia 9 de Dezembro, data de nascimento do padre Manuel Himalaya”.

Nascido e sepultado em Arcos de Valdevez, o padre Manuel Himalaya é considerado “um dos maiores cientistas e visionários portugueses da viragem do século XIX, tendo percorrido mundo, como França, Estados Unidos da América ou Argentina, em busca de novas abordagens científicas e de conhecimento”.

PUBLICIDADE

O autarca explicou estar concluída a intervenção de adaptação da antiga escola secundária a oficina de criatividade, iniciada em 2019, estando em curso a fase de instalação dos equipamentos e conteúdos. João Manuel Esteves destacou “a cúpula de projecção de alta definição em 360º (Fulldome), que funcionará como um planetário”.

O percurso do padre Himalaya “é a base de desenvolvimento do projecto, e terá nas famílias e nos jovens o seu principal público-alvo”.

Além de um espaço documental e biográfico, que recorre a discursos tecnológicos e informativos de última geração, a oficina será dotada de salas e espaços dedicados à exploração e descoberta das ciências, com destaque para o uso do sol, com recriação de uma máquina solar, o pirelióforo, e das múltiplas áreas do conhecimento abrangidas pelo investigador, como a ecologia e a eco sustentabilidade”.

A nova oficina “visa promover a atractividade económica, o desenvolvimento sustentável do território, através da melhoria da estrutura ecológica urbana com a redução de consumos de energia e emissões de CO2”.

O espaço integra duas áreas, uma dedicada à vida e obra do cientista e aos seus contributos para a actualidade, denominado núcleo interpretativo Himalaya, e outra ligada à ciência e à pedagogia, o centro da eco cidadania, e ainda um labirinto dedicado igualmente à figura universal de Himalaya. Neste labirinto, os corredores serão inspirados nas viagens pelo mundo do padre Himalaya e terão desafios e enigmas sobre a sua vida cultural e científica.

As crianças terão ao seu dispor uma pequena mochila de explorador contendo um conjunto de pequenas ferramentas (chaves, lanternas, lupas) necessárias para interagir e resolver as questões e os desafios que vão encontrando nos respectivos corredores.

No exterior, serão instalados alguns equipamentos de uso livre e também religados com a ciência, bem como uma réplica, em tamanho natural, do pirelióforo apresentado pelo padre Manuel Himalaya na Exposição Universal de St. Louis, nos EUA, em 1904. O pirelióforo é uma estrutura composta por espelhos que tendem a reflectir a luz para um único ponto com vista a fundir materiais. Era um forno solar capaz de atingir altas temperaturas.

A Oficina de Criatividade Himalaya é co-financiada pelo programa Norte 2020, em cerca de 1,1 milhões de euros.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.