PAÍS

PAÍS -

PCP não prevê reduzir lotação do recinto da Festa do Avante

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Sem querer revelar quantas entradas já foram vendidas para a Festa do Avante, o PCP adianta que não está a prever diminuir a lotação do recinto, uma lotação que costuma rondar as cem mil pessoas.

Esta terça-feira, o PCP apresentou as linhas gerais da Festa do Avante, marcada para os próximos dias 4, 5 e 6 de Setembro.

PUBLICIDADE

Alexandre Araújo, do Comité Central, explica que a festa está a ser concertada com a Direcção-Geral da Saúde (DGS). “Entregamos um documento na DGS com todos os elementos. Estamos a trabalhar com a DGS para elaborar o plano de contingência. O espaço da Festa do Avante é suficiente para albergar o número de bilhetes que colocámos à venda”, sustenta.

“Quanto ao número de bilhetes vendidos, talvez para responder com clareza, como se isso constituísse um grande ‘furo’, mas não será hoje [terça-feira] ainda que anunciaremos esse número. Portanto, não avançaríamos essa informação. A EP é vendida de forma descentralizada nas organizações do partido. Vamos procurando conhecer e temos uma ideia aproximada, não exacta”, esquivou-se.

Segundo Alexandre Araújo não está ainda colocada “nenhuma limitação do ponto de vista global à presença [de pessoas] na festa”, já que se trata de “um espaço muito amplo, mais aberto, com menos construção do que em anos anteriores, exactamente para permitir maior distanciamento entre as pessoas”, tendo a organização optado por introduzir “lugares marcados nos espectáculos” e para o comício de encerramento.

Alexandre Araújo garante que tudo está a ser feito para garantir as condições de segurança. “Com a sensibilização que vamos fazer no local e com a responsabilidade de cada um. Vamos procurar garantir o distanciamento físico nas circulações e nos pontos de concentração. Estaremos atentos para que as regras sejam cumpridas”, garante.

A Festa do Avante marca a rentrée política do PCP, com um festival na Quinta da Atalaia, no Seixal.

A EP (Entrada Permanente, um bilhete para os três dias) da Festa do Avante! 2020, com o custo de 26 euros até 3 de Setembro, está à venda desde o Natal, de forma descentralizada, junto das diversas organizações do partido, um pouco por todo o país.

Em qualquer dos dias de espectáculos, o bilhete aumenta para 38 euros, embora as crianças até 14 anos não paguem, desde que acompanhadas por adulto.

Os festivais de Verão foram cancelados até ao fim de Setembro, mas o partido insistiu que a Festa do Avante é mais do que um evento de música.

 

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS