REGIÃO –

REGIÃO – -

Presidente da Câmara de Barcelos detido por suspeitas de corrupção

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, foi esta quarta-feira detido pela Polícia Judiciária no âmbito de uma operação que visa negócios suspeitos relacionados com a actividade turística no Norte do país.

Foram ainda detidos o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, o presidente do IPO do Porto, Laranja Couto, e uma empresária.

PUBLICIDADE

Na operação “Teia” estão sobretudo em causa ajustes directos relacionados com a organização de eventos, envolvendo aquelas entidades, favorecendo várias empresas.

A PJ adiantou que há suspeitas de «crimes de corrupção, tráfico de influências e participação económica em negócio» no âmbito da contratação pública.

Foram feitas «buscas domiciliárias e não domiciliárias, em autarquias, entidades públicas e empresas, relacionadas com a prática reiterada de viciação de procedimentos de contratação pública, com vista a favorecer pessoas singulares e colectivas, proporcionando vantagens patrimoniais».

«A investigação, centrada nas autarquias de Santo Tirso, Barcelos e Instituto Português de Oncologia do Porto, apurou a existência de um esquema generalizado, mediante a actuação concertada de autarcas e organismos públicos, de viciação fraudulenta de procedimentos concursais e de ajuste directo com o objectivo de favorecer primacialmente grupos de empresas, contratação de recursos humanos e utilização de meios públicos com vista à satisfação de interesses de natureza particular», refere uma nota da Polícia Judiciária.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS