REGIÃO

REGIÃO -

Procura de casa de férias quebra entre 60 e 80 por cento no Minho

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A procura de casa de férias no distrito de Braga caiu 82% em comparação com o período anterior ao estado de emergência e após a sua entrada em vigor, na segunda quinzena de Março. Já em Viana do Castelo a procura desceu 56%.

Estes dados constam de um estudo da OLX a que o PressMinho teve acesso, baseado em dados disponíveis naquela plataforma, no qual analisa o impacto da covid-19 na procura (contactos feitos aos anúncios), oferta (novos anúncios publicados) e preço médio anunciado da sua categoria ‘Casas de Férias’. As conclusões apresentadas baseiam-se no comparativo entre a 1.ª (pré-estado de emergência) e a 2.ª quinzena de Março (durante o estado de emergência).

Coimbra (-85%), Guarda (-83%), Braga (-82%), Bragança (-78%) e Aveiro (-76%) são os distritos com maiores decréscimos na procura registados da 1.ª para a 2.ª quinzena de Março.

PUBLICIDADE

No polo oposto, Viseu (-9%), Faro (-10%), Castelo Branco (-19%), Santarém (-21%) e Portalegre (-49%) são as regiões com quebras de procura menos acentuadas no período em questão.

Relativamente à oferta, os números indicam que se passou de 238 novos anúncios na 1.ª quinzena para apenas 112 na 2.ª quinzena de Março (-53%). Verifica-se também uma quebra de 8,7% nos anúncios activos no período referido.

PREÇOS MÉDIOS

O estudo do portal de anúncios classificados revela que no distrito de Braga o preço médio ‘quebrou’ 4%, passando dos 626 para os 604 euros.

Em termos de preços médios anunciado, a Ilha de São Miguel (-8%), Porto (-7%), Santarém (-7%), Lisboa (-6%) e Braga (-4%) são as regiões que apresentam maiores quedas.

Em sentido inverso, Aveiro (+18%), Castelo Branco (+17%), Ilha da Madeira (+11%), Viseu (+7%) e Faro (+7%) são os distritos com maiores subidas.

Em Viana do Castelo o preço médio subiu 4%, situando-se actualmente nos 685 euros, mais 28 euros que antes do estado de emergência. Viana do Castelo é mesmo, depois de Bragança (+2%; 1.024 euros), o distrito com preço médio anunciado mais elevado no final de Março.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.