ACÇÃO SOCIAL -

ACÇÃO SOCIAL - -

Projecto REDMAY combate isolamento social em Braga

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Projecto REDMAY arrancou em Junho e os serviços são disponibilizados numa Unidade Móvel de apoio, dirigindo-se a pessoas com mais de 55 anos de idade. O Projecto visa proporcionar vários serviços de proximidade na área social e da saúde mental e tem como finalidade promover a qualidade de vida e o combate ao isolamento social.

O REDMAY é um projecto europeu de cooperação entre o município de Braga, a Junta da Galiza e a Universidade de Vigo. Trata-se de uma iniciativa de apoio pessoal personalizado e de prevenção de demências que promove acções gratuitas de Serviços Sociais (atendimento social, mediação com os serviços/respostas sociais), Enfermagem (aconselhamento e rastreios), Neuropsicologia (avaliação e estimulação cognitiva) e Psicomotricidade (estimulação funcional). Incluem-se, também, nestes serviços diversas acções, tais como, sessões de relaxamento, pintura, leitura de jornais e revistas, teatro, jogos, danças e cantares, visitas domiciliárias, acções de sensibilização/informação, acesso às novas tecnologias de forma mais interactiva e divulgação de serviços e medidas promovidas pelo município.

A Unidade Móvel percorrerá, até ao final deste ano, as freguesias de Esporões, Morreira e Trandeiras, Escudeiros, Penso S. Estevão e Penso S. Vicente, Guisande e Oliveira São Pedro, Arentim e Cunha, Tebosa, Ruílhe, Priscos, Tadim, Vilaça e Fradelos, Celeirós, Aveleda e Vimieiro, Figueiredo, Lamas, Lomar e Arcos, Cabreiros e Passos São Julião.

PUBLICIDADE

Independentemente da freguesia onde está instalada a Unidade Móvel, todas as pessoas do concelho podem usufruir destes serviços.

PROJECTO EXCEDEU EXPECTATIVAS

“A avaliação global das actividades desenvolvidas excedeu as expectativas iniciais, pois foram alcançados cerca de 500 atendimentos e acompanhamentos psicossociais, em 170 pessoas com idades compreendidas entre os 55 e os 89 anos de idade, bem como pela forte adesão às actividades, participação nas respostas de proximidade proporcionadas e no empoderamento dos direitos e deveres dos cidadãos”, referiu Firmino Marques, vice-presidente da Câmara Municipal, durante uma acção que se realizou na freguesia de Penso Santo Estêvão.

Segundo o autarca, as juntas de freguesia “têm sido entidades parceiras fundamentais para o sucesso deste projecto, pela colaboração no desenvolvimento das actividades e na divulgação desta resposta de proximidade na área social e de promoção da saúde mental”, concluiu Firmino Marques.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS