BRAGA – PSP deteve jovem que roubou taxistas, motoristas da Uber e estafetas motorizados

BRAGA –
PSP deteve jovem que roubou taxistas, motoristas da Uber e estafetas motorizados

A PSP de Braga deteve, esta quarta-feira, um jovem com 21 anos, sem profissão, residente no bairro social de Santa Tecla, Braga, que roubou cinco pessoas, taxistas, condutores da Uber ou estafetas motorizados.

A Polícia diz que o suspeito abordava os condutores de plataformas electrónicas e taxistas, ora encomendando o serviço, ora entrando no veículo quando se encontrava parado. Da mesma forma agia com os estafetas motorizados de entregas ao domicílio de alimentos confeccionados.

PUBLICIDADE

Nos últimos dias – sublinha o Comando Distrital – a cidade de Braga foi assolada por um inusitado número de roubos, em que o “modus operandi”, circunstâncias e descrição do autor são em tudo coincidentes.

«Actuava sozinho ou em co-autoria, mediante ameaças e coacção, com violência física, e com utilização de armas brancas, roubava, às vítimas, todo o dinheiro que possuíam, telemóveis e no caso dos estafetas motorizados de entregas ao domicílio de alimentos confeccionados, também a encomenda», acrescenta.

ALARME SOCIAL

Em face do grande alarme social causado e da gravidade deste tipo de crime, a PSP de Braga, através da EIC (Esquadra de Investigação Criminal), encetou investigações que duraram alguns meses e que culminaram agora com a identificação e localização do suspeito, que foi interceptado e detido, esta quarta-feira, no bairro social de Santa Tecla.

Na sua posse tinha um telemóvel que havia roubado a uma motorista de plataforma electrónica, no dia 22 Setembro 2019 e cerca de 60 euros em dinheiro.

O suspeito foi conduzido ao departamento policial e reconhecido por cinco vítimas, dois motoristas de táxi, dois condutores de plataformas electrónicas e um estafeta motorizado de entregas ao domicílio de alimentos confeccionados, por crimes de roubo praticados entre 27 Julho 2019 e 25 Setembro 2019, todos nas imediações do bairro social onde reside.

Dois destes crimes aconteceram no mesmo dia, 27 Julho, e três entre 22 e 25 de Setembro.