FESTA DA EUROPA (Esposende): Rui Rio anuncia seis propostas entre elas a de acabar com a taxa de proteção civil

FESTA DA EUROPA (Esposende):
Rui Rio anuncia seis propostas entre elas a de acabar com a taxa de proteção civil

O líder do PSD, Rui Rio, anunciou ontem em Esposende que o grupo parlamentar vai apresentar seis medidas para o Orçamento de Estado, a primeira das quais a de «chumbar a taxa de proteção civil».

Para Rui Rio «o Governo mente» quando fala de dívida pública. «Não é de 385 milhões, mas sim de 965 milhões», frisou, destacando ainda que «há uma dívida brutal de 122% no PIB».

Recebido por 2750 pessoas na Festa da Europa, na Quinta da Malafaia, organizada pelos eurodeputados José Manuel Fernandes e Paulo Rangel, (com apoio do PPE- Partido Popular Europeu) Rui Rio foi recebido, de forma efusiva,  à boa maneira minhota, com muita música e cozinha regional.

PUBLICIDADE


No seu discurso, o líder social democrata foi contudente nas críticas à gestão do governo da geringonça, ao afirmar que o orçamento de Estado para 2019 está cheio de mentiras e distorções: «Mentiras grandes, médias e pequenas”, ironizou.

“Se a autarquias não estivessem inseridas, a dívida do Estado seria de 120% do PIB. Ou seja, são vocês autarcas, muitas vezes sem grandes financiamentos, que estão a fazer um bom trabalho», apontou.

Acusando António Costa de não se preocupar  com o futuro do país e dos portugueses  – «está a olhar para o presente, pois vêm aí eleições» – Rui Rio revelou que quer, para além de chumbar a taxa de protecção civil, “manter o valor das propinas e criar mais residências universitárias”, assim como estender os manuais gratuitos ao ensino privado, colocar o passe social mais barato em todo o país, repor o imposto sobre produtos petrolíferos no patamar de 2016 e conceder benefícios fiscais a todos os emigrantes que queiram regressar a Portugal”.

JOSÉ MANUEL FERNANDES ELOGIA AUTARCAS

No uso da palavra, o eurodeputado José Manuel Fernandes destacou o papel dos autarcas na  execução dos fundos europeus. «Mais do 80% do investimento público em Portugal tem origem nos fundos europeus. É com  estes autarcas que vamos conseguir duas vitórias, nas europeias e legislativas», apontou.

Para José Manuel Fernandes, coordenador do PPE na Comissão dos Orçamentos, “A Festa da Europa” homenageou «aqueles que todos os dias dão o máximo pelo desenvolvimento da nossa terra».

E atacou o PS, lembrando que «foi o PSD que tirou o país da bancarrota». «Não fomos nós que colocamos o ministro indiciado por corrupção a governar Portugal, não somos nós que temos um Primeiro-Ministro que perdeu as eleições, não somos nós que colocamos uma carga fiscal nunca vista, não somos nós que colocamos o pais com um investimento público menor do que no tempo da troika», sublinhou José Manuel Fernandes.

Já o eurodeputado Paulo Rangel enalteceu a figura do autarca, dando destaque ao percurso de José Manuel Fernandes, que veio da autarquia de Vila Verde “para ser uma pessoa fundamental no orçamento europeu”.

“É conhecido até como o senhor orçamento”, afirmou Paulo Rangel, atacando, de seguida, António Costa. “Ele fala muito em orçamento, mas quando olha para a Europa não defende o país”, anotou.

E prosseguindo no tom crítico, afirmou: «Este é o Governo que mais mal tratou a saúde e a segurança. Nem no tempo da troika as coisas corriam tão mal. Ao fim de três anos de Governo socialista de António Costa estamos pior», lamentou.

Rangel perguntou ainda «pelo que se investiu no país na protecção civil». «Vejam o que se passou em Borba, nos incêndios, em Tancos. A dupla António Costa / Centeno dá com uma mão e tira com duas», declarou, dizend que António Costa colocou tornou Portugal no «país das cativações».

Já o presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, enalteceu o trabalho do eurodeputado José Manuel Fernandes e fez questão de referir que «Esposende está ao lado de Rui Rio» recordando ainda que aquele concelho é desde 1986 fiel ao PSD.

«Isto é confiança no partido, nas pessoas e no trabalho que se tem aqui desenvolvido», apontou.

Com Luís Moreira (CP 8078)