DESPORTO E LAZER

DESPORTO E LAZER -

SASUM promovem ginástica laboral para a comunidade académica

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A comunidade académica da UMinho foi desafiada pelo Departamento de Desporto e Cultura (DDC) dos Serviços de Acção Social da Universidade do Minho a fazer “Pausas Úteis” na sua jornada de trabalho. O objectivo é a «manutenção do equilíbrio físico, mental e psicológico dos estudantes e trabalhadores». A actividade prática de curta duração é orientada por profissionais do Departamento, decorrendo todas as quartas-feiras, pelas 16 h, através da Plataforma Zoom.

A primeira sessão decorreu esta quarta-feira, 10 de Março, e juntou dezenas de participantes. Em paralelo, decorrem sessões presenciais, às terças e sextas-feiras, durante os intervalos das acções de formação levadas a cabo junto dos trabalhadores dos SASUM que não têm funções compatíveis com o teletrabalho.

Segundo Carlos Videira, responsável do DDC, «esta acção é muito importante num contexto em que grande parte da comunidade académica desenvolve as suas actividades através do regime de ensino à distância ou através do teletrabalho», realçando que «na maior parte dos casos, as condições ergonómicas em casa não são tão adequadas como são no local de trabalho ou na sala de aula». Nessa medida, estes intervalos na rotina diária ajudam «a prevenir lesões musculares relacionadas com o trabalho e lesões motivadas por esforços repetitivos», refere.

PUBLICIDADE

INICIATIVA ALARGADA A TODA A COMUNIDADE ACADÉMICA

A iniciativa, que começou com os trabalhadores dos SASUM em 2019, com o objectivo de «promover a saúde e o bem-estar no posto de trabalho», foi agora alargada a toda a comunidade académica, permitindo uma maior interação entre todos os participantes. «Estávamos confiantes na adesão a esta iniciativa. O feedback foi muito positivo e esperamos que estas sessões continuem a atrair cada vez mais pessoas», afirmou o responsável do DDC.

MODELO SOFRERÁ AJUSTES APÓS FIM DO ESTADO DE EMERGÊNCIA

A iniciativa será para “continuar” mesmo após o fim do estado de emergência, no entanto, o modelo sofrerá ajustes em função da evolução da situação epidemiológica e da execução do plano de desconfinamento. “Havendo condições para o efeito, pretendemos dar continuidade à iniciativa em regime presencial. Divulgaremos também alguns vídeos nas redes sociais para quem não tiver oportunidades de assistir às sessões ao vivo”, transmitiu Carlos Videira.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS