ÚLTIMA HORA (em actualização):

ÚLTIMA HORA (em actualização): -

Terminou a greve dos motoristas de matérias perigosas

A greve dos motoristas de matérias perigosas terminou, após acordo entre representantes dos motoristas e dos transportadores. Uma greve que ameaçava deixar os postos sem combustível e parar o país.

«Há um processo de reorganização que vai demorar algum tempo até que a normalidade seja reposta, mas vamos começar a sentir os efeitos deste acordo nas próximas horas», disse Pedro Nuno Santos, admitindo que sejam precisos alguns dias para a situação estabilizar.

«A partir de hoje as pessoas sabem quem são os motoristas de matérias perigosas, pessoas que trabalham 15 horas por dia para que nada falte aos portugueses», disse o presidente do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas, Pedro Pardal Henriques, salientando a importância do Governo como mediador no conflito entre motoristas e associação.

Enquanto a normalidade não se instala, há 310 postos de combustíveis de abastecimento prioritário, em que se podem fazer abastecimentos até um máximo de 15 litros.

ovilaverdense@gmail.com

Partilhe este artigo no Facebook
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE