JUSTIÇA (Vila Verde)

JUSTIÇA (Vila Verde) -

Tribunal de Vila Verde decreta prisão preventiva a presumível incendiário de Atães (Vade)

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Vila Verde decretou prisão preventiva a um homem de 36 anos, residente em Atães (zona do Vade), suspeito da autoria de 15 incêndios florestais em várias freguesias do concelho, ocorridos entre 23 de agosto e 02 de setembro, avança fonte policial. O suspeito foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) na terça-feira, fora de flagrante delito.

Em comunicado, a PJ já havia referido que, durante o referido período, várias freguesias do concelho de Vila Verde foram atingidas por uma “onda simultânea de incêndios florestais, anormal e nunca vista na região, causando o pânico entre as populações locais”.

«O detido, sem ocupação profissional, fazendo uso de viatura própria, terá recorrido a chama direta para as respetivas ignições, e atuou motivado por incendiarismo», avança a PJ. Presume-se que o arguido seja autor de várias outras ocorrências semelhantes.

PUBLICIDADE

Reformado por invalidez da área da construção civil, o detido não tinha cadastro.

Ignições em simultâneo…muitos meios no terreno  

Além dos bombeiros de Vila Verde, acorreram ao combate aos incêndios outras corporações de bombeiros vindas de Amares, Barcelos, Barcelinhos, Viatodos, Braga, Terras de Bouro, Vizela e Vieira do Minho, estando no “teatro de operações”, no pico dos incêndios, um total aproximado de 160 operacionais, apoiados por cerca de 50 viaturas e 7 meios aéreos.

ovilaverdense@gmail.com

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.