ENSINO SUPERIOR –
UMinho celebra o 46.º aniversário segunda-feira

A Universidade do Minho celebra o seu 46.º aniversário no próxima segunda-feira às 10h00, em sessão solene no Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho (UMinho), no Largo do Paço, em Braga. E concede o título de Doutor Honoris Causa ao investigador galego Angel Carracedo.

A cerimónia – diz a Reitoria – prevê as intervenções do reitor, Rui Vieira de Castro, do presidente do Conselho Geral, Luís Valente de Oliveira, e do presidente da Associação Académica, Rui Oliveira. Conta com o tradicional cortejo académico e, ainda, com a entrega do Prémio de Mérito Científico, a atribuição de títulos de Professor Emérito, a entrega dos diplomas de reconhecimento aos funcionários mais antigos, dos prémios escolares e das cartas doutorais.

PUBLICIDADE

Os momentos musicais vão ser interpretados pelo Coro Académico da UMinho, acompanhado pelo Quinteto de Metais do Departamento de Música da UMinho, sob a direcção de Sílvio Cortez.

HONORIS CAUSA

O título honorífico de Doutor Honoris Causa é concedido a personalidades eminentes que se tenham destacado pela sua reputação, mérito ou acção na sociedade. Angel María Carracedo Álvarez destaca-se por ser uma personalidade ímpar da sociedade académica e científica internacional. Nasceu a 12 de Novembro de 1955 em Santa Comba, na Corunha.

Licenciou-se (1978) e doutorou-se (1982) em Medicina pela Universidade de Santiago de Compostela (USC) com o ‘Prémio Extraordinário’. Foi director do Instituto de Medicina Legal da USC entre 1994 e 2012 e é aí que lecciona Medicina Legal desde 1989.

Angel Carracedo é reconhecido não só pelo seu trabalho com impacto nos domínios da genética forense, clínica e de populações, mas também na aplicação dos seus estudos para benefício da sociedade, com importantes contributos na área da farmacogenética. Destacam-se ainda os seus enormes contributos para a cultura Galega, sendo um impulsionador fervoroso da literacia científica na difusão de valores científicos e humanos.

CONCERTOS

No âmbito das comemorações, a Orquestra da UMinho actua em Guimarães e Braga com interpretações de Franz Joseph Haydn (Concerto para violoncelo em Dó Maior) e Ludwig Van Beethoven (Sinfonia n.º3 op.55, Sinfonia Heróica), sob a direcção do maestro Vítor Matos e com a participação de Pavel Gomziakov (violoncelo).