SAÚDE: Venda de medicamentos genéricos volta a cair

SAÚDE:
Venda de medicamentos genéricos volta a cair

A quota média de venda de medicamentos genéricos caiu pela primeira vez desde Janeiro de 2017, altura em que já se tinha registada uma quebra na venda destes fármacos.

A quebra foi de três décimas, entre Dezembro de 2018 e Janeiro de 2019 (48,5% para 48,2%, respectivamente), de acordo com os dados do Centro de Estudos e Avaliação em Saúde (CEFAR).

PUBLICIDADE

Para o presidente da Associação Nacional das Farmácias (ANF), Paulo Cleto Duarte, os dados são reveladores de que “o regime de incentivos está esgotado e deve ser revisto por outro que tenha como objectivo o crescimento da quota”, lê-se numa nota de imprensa.

O mecanismo de incentivos à dispensa de genéricos resulta do acordo assinado entre o Ministério da Saúde e a ANF em Janeiro de 2017, como forma de combater a tendência de estagnação de venda de genéricos e diminuir a despesa do Serviço Nacional de Saúde.

Em Janeiro de 2019, a poupança do Estado na venda de genéricos foi de 400 mil euros. O Estado paga às farmácias 35 cêntimos por cada embalagem dispensada.

ovilaverdense@gmail.com

Com Fernando Gualtieri (CP 1200)

 

Subscrição ao jornal - Papel
 
NIB: XXXX XXXX XXXXXXXXXXX XX
IBAN: XXXX XXXX XXXX XXXXXXXXXXX XX
SWIFT/BIC: XXXXXXXX

close-link