VILA DE PRADO –
Vila de Prado. Obras em curso para reabilitar a Praça Comendador Sousa Lima

A Praça Comendador Sousa Lima, na Vila de Prado, está a ser alvo de obras de requalificação, no valor de cerca de 700 mil euros, que pretendem descongestionar o trânsito naquela zona e tornar o local moderno e mais aprazível.

Além do arranjo da própria praça, a requalificação vai também abranger as ruas adjacentes, nomeadamente na organização do trânsito automóvel e na criação de estruturas de mobilidade, como é o caso da ciclovia urbana.

PUBLICIDADE

O projecto, a cargo do arquitecto pradense António Sá Machado, prevê ainda uma intervenção na margem direita do Rio Cávado, no chamado paredão, que terá um novo pavimento e locais de lazer com a colocação de bancos e outro mobiliário urbano.

Esta quarta-feira, na cerimónia simbólica de lançamento da primeira pedra da obra, o presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, destacou aquela praça como «um dos ex-líbris» da vila e do concelho, funcionando como porta de entrada.

Lembrando que esta intervenção integra «uma estratégia devidamente concertada» de modernização do núcleo urbano da Vila de Prado, o autarca frisou a necessidade de «aproximar a vila do Rio Cávado», fazendo dele «uma âncora de desenvolvimento e crescimento».

Para o presidente da Junta da Freguesia da Vila de Prado, Albano Bastos, estas obras são «como uma injecção de vitalidade e de pujança nesta porta de entrada» da vila, no seguimento de obras no Largo de São Sebastião – já concluídas – e no Largo Antunes Lima – ainda em curso.

RETIRAR AUTOMÓVEIS

Segundo o arquitecto António Sá Machado, a Praça Comendador Sousa Lima encontra-se «demasiado automobilizada», pelo que uma das intenções do projecto é reduzir o trânsito automóvel.

«Tentamos redesenhar o espaço, de modo a estabelecer uma nova ordem de circulação rodoviária, aumentando os espaços verdes e de lazer da praça, reduzindo o trânsito ao máximo», explicou.

Pretende-se, por isso, «reorganizar todo o trânsito automóvel, que funciona de forma muito anárquica, em prol das pessoas e dos espaços verdes».

VALORIZAÇÃO DOS FUNDOS COMUNITÁRIOS

O vogal da Comissão Directiva do Programa Operacional (PO) Regional do Norte, Jorge Nunes, destacou a importância dos fundos vindos da União Europeia para concretizar obras em Portugal, sobretudo nos concelhos mais pequenos.

Jorge Nunes apontou Vila Verde como um bom exemplo nessa área devido à forma como tem aproveitando as verbas comunitárias.

A intervenção na Praça Comendador Sousa Lima é comparticipada em 85% por fundos da União Europeia. O prazo de execução é de um ano.