INCLUSÃO

INCLUSÃO -

Vila Verde cria selo para valorizar empresas e entidades inclusivas

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara de Vila Verde apresentou oficialmente, esta quinta-feira, o selo “Empresas e Entidades Inclusivas”, que visa distinguir e valorizar os organismos que integrem pessoas com deficiência ou com algum tipo de dificuldade.

A iniciativa, realizada em parceria com a equipa do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS), insere-se no âmbito da semana de actividades para assinalar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, que é comemorado anualmente a 03 de Dezembro.

PUBLICIDADE

Segundo a presidente da Câmara Municipal, Júlia Fernandes, o selo vai destacar as empresas ou entidades que revelem práticas de inclusão, sendo um «passo importante» no sentido de criar um «concelho mais justo e inclusivo».

«As candidaturas decorrerão em Maio, que é o Mês Europeu para a Diversidade, quando será divulgado o regulamento e a ficha de inscrição. Depois, haverá um prémio, a ser entregue na primeira semana de Dezembro, no âmbito do Dia da Pessoa com Deficiência», explicou.

Antes da apresentação do selo foi exibido um vídeo, chamado “Alta Promoção”, em que cinco pessoas com algum tipo de dificuldade se apresentavam e pediam uma oportunidade no mercado de trabalho.

O projecto conta ainda com o envolvimento da APPACDM, da Santa Casa da Misericórdia e da Escola Secundária de Vila Verde.

CSVH DISPONÍVEL

O presidente do Centro Social do Vale do Homem (CSVH), Jorge Pereira, que ali se encontrava na qualidade de vice-presidente da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social (UDIPSS), aproveitou o momento para anunciar a «disponibilidade» do CSVH para acolher um desses jovens.

«Dentro das nossas necessidades e das nossas possibilidades, queremos desde já ajudar a resolver problemas e a encontrar soluções. Já temos na nossa instituição algumas pessoas com limitações e queremos acolher pelo menos um dos jovens que deram a cara neste vídeo», sublinhou.

Jorge Pereira lembrou que esta é uma «temática cada vez mais na ordem do dia e que sensibiliza os empresários», considerando esta «disponibilidade» da instituição a que preside como «um sinal daquilo que pode e deve ser feito».

SENSIBILIZAR EMPRESÁRIOS

O Director-Geral da Associação Empresarial de Braga, Rui Marques, e o presidente da Associação Empresarial do Vale do Homem (AEVH), José Manuel Lopes, garantiram que trabalharão na sensibilização dos empresários para esta temática.

«Este selo é uma excelente iniciativa, que vai distinguir e diferenciar positivamente as empresas e entidades que têm estas boas práticas de inclusão. Em Portugal há ainda um grande caminho a percorrer neste aspecto, mas cabe-nos trabalhar para que isso aconteça», sublinhou Rui Marques.

No mesmo sentido, José Manuel Lopes assegurou que, «mais do que falar, é preciso agir» e levar para o terreno «acções concretas» que permitam aumentar o número de pessoas portadoras de deficiência no mercado de trabalho.

«Os nossos empresários precisam de ser sensibilizados para esta questão, percebendo também que há alguns apoios, nomeadamente do IEFP, que podem ser utilizados. Acredito que vamos conseguir aumentar o número de empresas inclusivas», apontou.

O presidente da AEVH deixou o «compromisso de tudo fazer para sensibilizar os empresários e os parceiros no sentido de conseguir um maior número de integração» nas empresas da região do Vale do Homem.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS