CANOAGEM (Vila de Prado):

CANOAGEM (Vila de Prado): -

Vila Verde vai “amarrar com todas as forças” criação de Centro de Alto Rendimento Desportivo nas instalações do CN Prado

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Vila Verde vai “amarrar com todas as forças” a intenção de criar um Centro Desportivo de Alto Rendimento para a Canoagem e outras modalidades.

“Vamos fazer o trabalho de casa e iniciar o processo”, revela o Presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, que diz esperar “que o Governo – através da Secretaria de Estado da Juventude e Desporto – acolha a ideia e nos dê o apoio técnico e financeiro necessários para desenvolver um projecto que elevará a qualidade da oferta na região e no país».

PUBLICIDADE

António Vilela vinca, desde logo, “a qualidade das instalações actuais do Clube Náutico de Prado e toda a zona envolvente, para além das qualidades naturais do espelho de água do Rio Cávado, que têm sido bem aproveitadas pelo clube e pelo concelho, valorizando e instalando novos equipamentos de recreio e zonas de lazer que são, incontornavelmente, das melhores do país e do mundo”.

Considera, contudo, que “a instalação de um Centro de alto Rendimento Desportivo seria a cereja no topo do bola e uma oportunidade de desenvolver ainda mais a modalidade e de abrir novos desafios económicos e sociais para a Vila de Prado, o concelho, a região e o país”.

“VILA DE PRADO NO TOPO DO MUNDO”

As declarações surgem horas antes do encerramento do Campeonato do Mundo de Maratona em Canoagem, que decorre na Vila de Prado.

“Tem sido uma prova marcada pela grande participação do público e pelo entusiasmo de todos os envolvidos”, assinala o autarca, relevando “a qualidade da organização que vem afirmar, definitivamente, a Vila de Prado como uma das principais capitais mundiais da Canoagem”.

Numa prova em que estão envolvidas 38 nações e mais de 1000 atletas, o edil vilaverdense lembra “o esforço, empenho, dedicação e envolvimento do concelho, sobretudo dos pradenses e do CN Prado, no apoio à prova. Estamos gratos pela forma como se envolveram. Afinal, são a única localidade do país que tem um monumento ao canoísta”.

António Vilela não tem dúvidas em afirmar que, no final da prova, “a Vila de Prado e Vila Verde passarão a ser olhados ainda com mais respeito pelo mundo da canoagem”.

com Fernando Gualtieri (CP 1200)

ovilaverdense@gmail.com

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS