PAÍS

PAÍS -

Activistas identificadas, mas não detidas, após ataque com tinta ao ministro do Ambiente

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Foram identificadas, mas não detidas, as três jovens activistas pelo clima, que estiveram envolvidas no ataque com tinta verde ao ministro do Ambiente esta terça-feira, numa conferência da CNN Portugal.

À TSF, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP confirma que duas das activistas participaram directamente no incidente, enquanto uma terceira proferiu palavras de ordem.

Segundo a Polícia, citada pela rádio, as três activistas não foram detidas porque o visado, Duarte Cordeiro, o que pode fazer no prazo de seis meses

Segundo a CNN Portugal, o protesto deveu-se ao facto de o evento ser patrocinado pela Galp e pela EDP.

“O Governo provou que não quer saber da transição climática ao fazer conferências com a EDP e a Galp”, “este vai ser o último Inverno de gás”, “não permitimos que vendam o nosso futuro” e “a Galp e a EDP não querem saber da transição justa”, foram algumas das frases de ordem que as jovens gritaram.

A acção de protesto foi reivindicada pelo grupo de estudantes ‘Primavera das Ocupas – Fim ao Fóssil’ nas redes sociais, com a porta-voz da acção, Matilde Ventura, a acusar a conferência promovida pela CNN de ser “uma fachada para limpar a imagem das empresas que em Portugal estão a lucrar com as crises climática e de custo de vida”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.