REGIÃO

REGIÃO -

AEMinho quer metro de superfície no Quadrilátero e propõe cimeira com vista a “solução intermédia e imediata” 

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Associação Empresarial do Minho (AEMinho) manifestou, esta quarta-feira, o “agrado e entusiasmo” pela intenção dos presidentes dos municípios do Quadrilátero Urbano em estabelecer, como objectivo, a construção de um metro de superfície que ligue as respectivas quatro cidades – Braga, Barcelos, Famalicão e Guimarães.

Em comunicado, a associação empresarial afirma que “da nossa parte, e como agentes congregadores de tecido empresarial do Minho, seremos uma parte activa e cooperante na concretização deste projecto que dará resposta, a longo prazo, a um problema real que afecta todas as empresas da região e que tem a ver com a mobilidade de trabalho intermunicipal”.

PUBLICIDADE

A AEMinho entende que “é estrutural encontrar soluções” que consigam dar uma “resposta mais imediata” ao problema da mobilidade intermunicipal que, a “prolongar-se no tempo, terá consequências sócio-económicas nefastas para a região e para as suas pessoas”.

CIMEIRA

Considerando que com “os recursos de mobilidade existentes” é possível encontrar uma “solução mais imediata, que medeie o tempo em que estamos com a conclusão de um projecto para esta envergadura”, o organismo presidido por Ricardo Costa vai solicitar audiências com as quatro autarquias, com o objectivo de promover “colectivamente” uma “cimeira de mobilidade intermunicipal”, com a representação de todas as empresas e entidades que operam na região, bem como as autarquias e o Poder Central.

A intenção, refere a AEMinho, é encontrar “uma solução de articulação” entre estas entidades, com “o objectivo de viabilizar, num tempo mais curto, uma solução intermunicipal integrada e que dê uma resposta imediata a este problema que é estrutural para o desenvolvimento da região”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.