REGIÃO

REGIÃO -

Alojamento em Valença aumentou 39,2% nos últimos dois anos

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A oferta hoteleira em Valença cresceu 39,2 % em relação a 2019, fruto sobretudo das novas unidades de alojamento local, situando-se agora nas está nas 71 unidades, avança a Câmara Municipal.

Segundo o presidente da autarquia, a dinâmica crescente dos Caminhos de Santiago, o turismo patrimonial e comercial focado na Fortaleza, o de natureza na Ecopista do Rio Minho e o gastronómico, numa restauração emblemática são factores que atraem cada vez mais turistas, o que “tem motivado a confiança dos empresários em investir no sector do turismo” concelhio.

Para Manuel Lopes, “os empresários do turismo investem em Valença confiantes nas elevadas potencialidades de um sector que é estratégico para o concelho”.

PUBLICIDADE

 “A Fortaleza de Valença é dos monumentos que mais turistas recebe a diário em Portugal, em média 10 mil, e estamos confiantes e com muita esperança na recuperação pós pandemia”, refere.

Valença tem 71 unidades de alojamento distribuídas por todo o território, com mais significado na cidade e nas freguesias atravessadas pelo Caminho de Santiago (Central e da Costa). 

Pelo concelho encontram-se 26 unidades em Valença, nove em Cerdal, sete em Fontoura, seis em São Pedro da Torre e outras tantas em Ganfei.

Cristelo Côvo, Gandra, Gondomil todas têm três. Silva e Friestas contam duas unidades cada.

Já nas freguesias de Arão Taião e São Julião situam-se uma em cada.

A oferta pode ser consultada no site www.visitvalenca.com.

O município espera para breve a abertura de novas unidades que se encontram, de momento, em fase final do processo de licenciamento.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.