BRAGA

BRAGA -

Câmara de Braga avança com consultas de gerontologia em Novembro

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara de Braga avança em Novembro com uma nova modalidade de apoio a idosos, nomeadamente a consulta gerontológica, dirigida a pessoas identificadas pela equipa técnica do projecto ‘Red May’ do Fundo Social do município anunciou esta sexta-feira a autarquia.

Em encontro com as juntas de freguesia do concelho de divulgação de programas de apoios sociais destinados à população foi também dado a conhecer que o Plano de Desenvolvimento Social, uma “importante ferramenta” para a intervenção social no concelho que é revisto ainda este ano.

Com o objectivo de reforçar o papel de todas as instituições nas respostas implementadas, neste encontro foram abordadas as várias medidas de apoio aos cidadãos que figuram do Manual de Apoios elaborado pelo município, que vão desde os transportes à saúde oral, da teleassistência aos serviços sociais e de saúde de proximidade. 

PUBLICIDADE

A autarquia aproveitou também o encontro para reforçar a comunicação referente a dois projectos dirigidos a pessoas em situação de vulnerabilidade social e baixa literacia digital, como o projecto ‘Braga Skills Academy’ e ‘Eu sou Digital’, com o propósito de promoção de competências pessoais, relacionais, digitais e laborais.

O comunicado refere ainda que, além destas respostas, foi reforçada a importância da Rede Social e do Conselho Local de Acção Social, com o apelo à participação e dinamização das comissões sociais de freguesias e Inter-Freguesias, pelo “papel decisivo que possuem para diagnosticar imediatamente determinados problemas e resolvê-los localmente”.

A finalizar, foi também destacado o papel das equipas que dinamizam os contratos locais de Desenvolvimento Social (CLDS-4G), com o objectivo de potenciar a inclusão social de grupos vulneráveis, mobilizando redes de agentes e recursos locais, nos domínios do emprego, qualificação e empreendedorismo e desenvolvimento comunitário.

No encontro foi ainda destacado o atendimento a migrantes, a cidadãos à procura de emprego e a vítimas de violência.

“As juntas de freguesia têm um papel preponderante na implementação dos diversos programas desenvolvidos pelo município. Pela proximidade à população e pela ligação às várias associações que estão no terreno, as juntas de freguesia têm maior capacidade de sinalizar os cidadãos mais vulneráveis que se enquadram nos vários projectos de acção social disponíveis”, refere o comunicado.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.