REGIÃO

REGIÃO -

Câmara de Esposende avança com concurso para projecto de polo da UMinho na Apúlia

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara de Esposende vai avançar com a abertura do concurso público para a elaboração do projecto de instalação do Instituto Multidisciplinar de Ciência e Tecnologia Marinha, na Estação Radionaval de Apúlia.

A decisão foi tomada esta quarta-feira em reunião entre o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, o reitor da Universidade do Minho (UMinho), Rui Vieira de Castro e o vice-reitor para a Investigação e Inovação, Eugénio Campos Ferreira

PUBLICIDADE

Em nota à imprensa, a autarquia afirma que na reunião “ficou acordado que o futuro polo, além da forte vertente de investigação para a qual estava inicialmente vocacionado acolherá projectos de educação e formação, tendo, ainda, uma estrutura de incubação de empresas”.

Na mesma reunião ficou, também, estabelecido entre as partes, avançar com uma “base efectiva” de colaboração, tendo em vista a instalação do Centro de Divulgação Científica de Actividades Marinhas, que ficará sediado no Forte de S. João Baptista.

O protocolo de cooperação, entre o município esposendense e a UMinho foi firmado em Março de 2015, contemplando a instalação de duas unidades dedicadas à investigação e tecnologia marinhas. Posteriormente, alargou-se à investigação e à inclusão da componente de ensino.

A decisão do município avançar com a abertura de um concurso público responde à inclusão do CVTMar – Centro de Valorização de Tecnologia baseada em Recursos Marinhos no mapeamento de infra-estruturas tecnológicas nacionais da Agência Nacional de Inovação (ANI) que confere reconhecimento acrescido ao projecto.

De resto, refere a autarquia, “este mapeamento está intrinsecamente alinhado com o anúncio recente de investimento na investigação e economia do mar no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência e, perspectivando os quadros comunitários de apoio, permite fundamentar um projecto de grande importância para Esposende, atraindo massa crítica e implementando o arranque do ensino superior no concelho”.

Recorde-se que a Câmara adquiriu, em Setembro de 2018, por 936 mil euros, cerca de 3,5 hectares de terreno, dos 14 que formam a Estação Radionaval Almirante Ramos Pereira, em Apúlia e vai agora “reforçar esta aposta com um investimento considerável na elaboração do projecto”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS