Câmara não esqueceu feitos dos canoístas do CN Prado

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

José Ramalho, com  duas medalhas de ouro (k1) e uma de prata (k2), e Ricardo Carvalho, Medalha de prata, no K2, do Europeu de Maratonas, que se disputou na Rússia, receberam um voto de louvor do Município de Vila Verde, bem como uma medalha comemorativa pelos feitos conseguidos ao longo das suas carreiras. A Câmara de Vila Verde aproveitou ainda para homenagear os restantes atletas internacionais (Gabi Brito, Inês Brandão, Maria Gomes e Bruno Macedo) pela sua participação no Europeu de Maratona e Velocidade.

«É um orgulho para mim, para o executivo e para todos os vilaverdenses ter um clube da dimensão do CN Prado e que se tornou ao longo dos tempos numa referência mundial. Tem atletas Olímpicos e outros com prestações de grande nível internacional, o que faz dele um dos melhores do mundo na canoagem», disse António Vilela, presidente da autarquia de Vila Verde, que esteve acompanhado pelos vereadores Manuel Lopes, Patrício Araújo e Júlia Fernandes.

Horácio Lima, presidente do CN Prado, aproveitou a ocasião para fazer um apelo ao executivo. «Nos próximos tempos vamos chateá-los porque estamos a sofrer dores de crescimento. As nossas instalações já são insuficientes para os nossos 181 atletas. Por isso, faço um apelo para que nos próximos anos tenham outra visão para este clube. Temos um grupo de jovens que têm como objetivo o Ciclo Olímpico Paris 2024 e temos a obrigação moral de lhes dar todas as condições para chegarem lá», afirmou Horácio Lima.

PUBLICIDADE

Na cerimónia, que decorreu ao fim da tarde de hoje, marcaram ainda presença alguns diretores do CN Prado e o Presidente da Junta Albano Bastos.

Notícia completa na edição de Agosto.

 

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS