JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Condenado a 19 anos de prisão por estrangular a mulher em Salamonde

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Braga condenou, esta sexta-feira, Manuel Fidalgo a 19 anos de prisão efectiva, por homicídio qualificado, considerando provado que assassinou, em Março do ano passado, a mulher por estrangulamento, no restaurante e residencial que possuíam em Salamonde, Vieira do Minho.

A acusação dizia que o arguido, António Manuel Fidalgo, de 45 anos, motorista de profissão, terá “apertado o pescoço” da mulher, Ana Paula, de 41 anos, “com o que lhe causou a morte por asfixia”.

PUBLICIDADE

Supostamente por razões amorosas, o crime aconteceu no dia 7 de Março de 2019, pelas 21h00, na lavandaria da pensão/restaurante que ambos exploravam no local.

A morte da mulher ocorreu um dia antes de o casal assinar escrituras sobre bens que possuíam em conjunto, um acto preparatório do divórcio.

O Ministério Público especifica que, ao fim da tarde, o arguido chegou ao restaurante e encontrou, atrás do balcão, um homem de nome Jorge, que pensava ser amante da mulher.

Pelas 20h00, numa discussão – na lavandaria – sobre as desavenças que mantinham por causa dele, o arguido, desagradado, e com ciúmes, “colocou-lhe as mãos no pescoço, e apertou-o com força, impedindo-a de respirar. Até lhe tirar a vida”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS