BRAGA

BRAGA -

Condenado a 20 anos de prisão por assassinar ex-mulher com 18 facadas

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Braga condenou, esta sexta-feira, a 20 anos de prisão o homem que matou a ex-mulher, com 18 facadas, em Setembro de 2019, em Braga.

João Paulo Fernandes foi ainda condenado a pagar 165 mil euros aos filhos da vítima, Gabriela Monteiro, que era funcionária do Theatro Circo.

PUBLICIDADE

A acusação do MP considera que o crime se deveu ao facto de o arguido não ter aceitado o divórcio, registado em Julho de 2019, e diz que ambos terão discutido, antes de ele lhe ter dado as facadas, com um canivete, na cabeça, pescoço, tórax e membro superior esquerdo, matando-a.

Os factos ocorreram em 18 de Setembro de 2019, pelas 22h00, quando a mulher apareceu na Travessa da Praça da Justiça, onde morava, para se encontrar com o arguido, acedendo ao pedido que ele lhe fizera.

Segundo a acusação, no decurso do encontro, o arguido, «que nunca aceitara a separação e tentara sem sucesso o reatamento, iniciou uma discussão com a vítima», acabando por esfaqueá-la, com três golpes na cabeça, cinco no pescoço, oito no tórax e dois no membro superior esquerdo.

Após o crime, que ocorreu na praça fronteira ao Tribunal, foi-se entregar numa esquadra da PSP situada a 100 metros do local, tendo dito aos polícias: «Acho que a matei».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS