JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Homem ameaçou e injuriou três agentes da PSP de Barcelos

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Ameaçou e insultou três agentes da PSP de Barcelos e feriu um deles. E atirou-lhes com uma pedra. José Freitas da Silva, de 51 anos, da freguesia de Alheira, em Barcelos, vai ser julgado pelo tribunal colectivo de Braga por três crimes de injúria agravada, um de coacção e resistência sobre funcionário e três de ofensa à integridade física qualificada, dois deles na forma tentada.

O caso que deu origem à alegada prática dos crimes ocorreu pelas 15h20 de 25 de Fevereiro de 2020, quando o arguido, que ia de automóvel, quis entrar na Avenida Sidónio Pais, em Barcelos.

PUBLICIDADE

Sucede que, àquela hora, a artéria estava vedada ao trânsito devido aos festejos de Carnaval que ali se desenrolavam. O agente principal da Polícia Sérgio Pereira Soares disse-lhe que não podia passar, tendo ele, de acordo com a acusação do Ministério Público, gritado: “F…-se lá esta merda! O que queres? Queres-me bater? Eu f…-te já seu filho da p…”!

Virando-se, então, para os dois outros agentes da PSP que estavam no local, terá dito “Filhos da p…! Quero passar!”

Face aos insultos, o agente Sérgio intimou-o a desligar o motor do carro e a sair, ao que o José Freitas não obedeceu. Aí, o polícia meteu a mão no interior da viatura, para tentar desligá-lo, mas o arguido começou a fazer marcha-atrás, arrastando o agente da autoridade que ficou com o braço preso, sendo arrastado alguns 20 metros e vindo a cair, magoando-se, ainda que de forma ligeira, mas com hematomas que o obrigaram a parar durante 14 dias.

FUGA CAUSA QUEDA

De seguida, condutor deu um rodopio com o carro e em marcha-atrás saiu do local, não sem antes derrubar um cidadão que ali estava e que ficou com feridas na palma da mão.

Minutos depois, os dois polícias que acompanhavam o agente principal Sérgio dirigiram-se a casa do indivíduo, na estrada de São Martinho, em Alheira. E foram recebidos com insultos, proferidos da varanda: “Se vierem aqui f…-vos todos!” Ameaças que repetiu, dizendo, ainda, “tirai a farda”!

Momentos depois, entrou dentro da casa e atirou-lhes com uma pedra embora esta não os tenha atingido.

Veio a ser detido e levado a Tribunal.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.