JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Homicídio por estrangulamento em Salamonde. Julgamento termina sexta-feira com alegações finais

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Braga agendou para esta sexta-feira, dia 29, as alegações finais do julgamento de Manuel Fidalgo, de 45 anos, que terá assassinado, em Março de 2019, a mulher, Ana Paula, de 31 anos, por estrangulamento, no restaurante/residencial que ambos possuíam em Salamonde, Vieira do Minho.

As alegações estão a cargo dos advogados, de defesa, João Magalhães, e da família da vítima, Arminda Melo, bem como do magistrado do Ministério Público.

PUBLICIDADE

Na última sessão do julgamento, o colectivo de juízes ouviu duas testemunhas, uma delas uma antiga empregada sazonal do restaurante, a qual garantiu que nunca interveio em qualquer problema e muito menos violência entre o casal, mas sublinhando que alguns membros da família “apoucavam” Manuel Fidalgo, a quem apelidavam de “boneco”.

Foi, ainda, ouvida uma outra testemunha, um homem que apareceu nas imagens de vídeo-vigilância a entrar para a lavandaria, o local onde a vítima foi encontrada já sem vida, ou quase a falecer.

O homem contou que entrou no local, porque era hóspede e dormia num quarto da zona e revelou que foi a filha do casal que o alertou para a ocorrência, tendo até, porque tem alguns conhecimentos de primeiros socorros, tentado prestar-lhe auxílio, antes da chegada do INEM.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.