INOVAÇÃO –  INL premeia projectos que contribuem para o desenvolvimento económico ibérico

INOVAÇÃO –
INL premeia projectos que contribuem para o desenvolvimento económico ibérico

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) realiza, dia 17 de Outubro, a conferência Mission 10.000 que trará a Braga investigadores na área da nanotecnologia de Portugal e Espanha, bem como especialistas europeus na área da inovação.

O objetivo é o de “dar a conhecer algumas das mais inovadoras soluções que têm vindo a ser implementadas nos dois países, na área da bioeconomia”. Os melhores projectos serão premiados.

PUBLICIDADE

A conferência Mission 10.000, que se realiza no Forum Braga entre as 9h00 e as 19h00, conta com a presença de Ana Teresa Lehmann, Secretária de Estado da Indústria, de Lars Montelius, diretor geral do INL; Jesús Alonso, secretário geral da Ciência, Tecnologia e Investigação do Governo da Extremadura; e Soumodip Sakar, presidente do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, entre outras personalidades.

Inserida no âmbito do INL Summit – o maior evento nacional dedicado à nanotecnologia – a Conferência Mission 10.000, diz o Instituto, “é o resultado dos esforços que o INL tem implementado para levar a nanotecnologia e a inovação às empresas, mas também às autarquias, comunidades intermunicipais ou áreas metropolitanas das regiões transfronteiriças entre Portugal e Espanha – num projecto designado por nanoGateway”.

“Pela primeira vez vamos reunir em Braga investigadores de Portugal e Espanha, empresas de ambos os países, representantes das oito regiões transfronteiriças (Norte, Centro, Algarve, Alentejo, Andaluzia, Castela e Leão, Extremadura e Galiza) e especialistas europeus em inovação, com objectivo de construir uma forte bioeconomia com base na ciência e na inovação”, explica Sonia Pazos, responsável do INL pelo projecto nanoGateway.

E adianta: “Este é um evento único e pioneiro que tem como objectivo alinhar e coordenar os interesses de todos os ‘stakeholders’ das regiões transfronteiriças”.