TURISMO

TURISMO -

Investigadores e profissionais da área do Turismo juntos em seminário que decorreu em Viana do Castelo

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O auditório do Castelo de Santiago da Barra, em Viana do Castelo, foi esta quarta-feira palco de um evento que juntou investigadores e profissionais da área do Turismo “Outdoor”.

A reunião teve como propósito a realização de um balanço do trabalho desenvolvido no âmbito do projecto “Turnout – Desenvolvimento do Turismo Outdoor da Região Norte de Portugal”, que está a ser concretizado por docentes e investigadores do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e do Instituto Politécnico do Porto.

Em colaboração com o Turismo do Porto e Norte de Portugal, o objectivo deste projecto envolve a «avaliação das condições para o desenvolvimento do Turismo Exterior na região norte de Portugal» e contribuir, assim, «para a valorização dos recursos e equipamentos associados».

PUBLICIDADE

«PROJECTO DE INTERESSE QUE VALORIZA OS POTENCIAIS REGIONAIS»

O presidente do IPVC, Carlos Rodrigues, assumiu na sua intervenção que «este é um projecto de interesse que valoriza os potenciais regionais», destacando a forma como se «está a colocar o conhecimento e o saber ao serviço da sustentabilidade deste território, criando valor», através desta rede criada entre parceiros.

Para o futuro, o presidente do Instituto atira: «Seremos e conseguiremos criar muito mais», destacando ainda que a «rede multidisciplinar cria valor e traz mais-valias para o projecto».

«ACTIVO QUE O TERRITÓRIO TEM A OBRIGAÇÃO DE CUIDAR MAIS E MELHOR»

Já Luís Nobre, presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo também presente na sessão de abertura do seminário destacou a importância do sector turístico, considerando-o um «activo que o território tem a obrigação de cuidar mais e melhor». O autarca referiu que é necessário manter uma «atitude colaborativa para acrescentar valor para que os territórios possam ser mais competitivos».

Luís Nobre reforçou ainda que face ao território que está a ser alvo de transformação, «todos temos que estar preparados», envolvendo isso a criação de «condições físicas e de capacitação dos nossos agentes para que apresentem ofertas com pormenores e detalhes que se diferenciem».

ASSEGURAR «UM OLHAR TRANSVERSAL» E «ALINHAR ESTRATÉGIA DO TURISMO»

Também presente nesta sessão de abertura do seminário, a directora do Turismo de Portugal, Teresa Ferreira defendeu ser preciso «um olhar transversal a todo o território e que deve acontecer durante todo o ano», assegurando também que as entidades de turismo, empresas e academias estão «alinhadas com a estratégia de turismo do país».

Teresa Ferreira reforçou ainda a aposta no trabalho e numa rede multidisciplinar para se «ganhar escala com diversas áreas de saber para trazer mais-valias para o turismo».

«INSTRUMENTOS DE MONITORIZAÇÃO DO TURIMSO OUTDOOR»

Por fim, a coordenadora do projecto, Paula Odete Fernandes, do Instituto Politécnico de Bragança, referiu que o projecto “Turnout” acabou por se desenvolver em plena pandemia, sendo, mesmo assim, possível «criar instrumentos de monitorização do Turismo “Outdoor” de sistema de informação geográfica e ainda perceber qual o perfil das actividades outdoor que são praticadas na região».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.