BRAGA - Jantar Humanitário da Cruz Vermelha juntou empresas e instituições para angariar fundos

BRAGA -
Jantar Humanitário da Cruz Vermelha juntou empresas e instituições para angariar fundos

A Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa realizou este sábado a 7ª edição do Jantar Humanitário, um evento com cariz  solidário para angariação de fundos e que desta feita teve lugar no Sameiro Eventos, reunindo mais de 30 empresas e várias instituições à mesa.

Este evento, organizado desde 2012, teve como tema a “Imparcialidade”, considerado pela instituição como «uma das características mais importantes da acção humanitária», pode ler-se em nota enviada.

Tal como em edições anteriores, o programa contou com vários momentos culturais e artísticos.

PUBLICIDADE

A abertura foi feita com uma actuação de dança contemporânea inclusiva, pela bailarina Marlene Fernandes e Ana Catarina Santos, que a acompanhou de cadeira de rodas, seguindo-se Vera Lima, fadista que se fez acompanhar por Luís Campos na viola de fado e por Daniel Oliveira na guitarra portuguesa. No final houve ainda tempo para a actuação da pianista Sofia Sarmento.

PROTOCOLOS

No evento foram assinados seis protocolos, sendo um de âmbito nacional e cinco de âmbito regional, entre a Cruz Vermelha Portuguesa e a Âmbar, com um protocolo baseado numa iniciativa de angariação de fundos, em que 1€ de cada agenda vendida reverte a favor da instituição.

Entre a Delegação de Braga e a DST, que firmaram a cooperação entre ambas as partes no âmbito do projecto de empreendedorismo social “O Ferrinho – Engomadoria”, designadamente, o apoio à aquisição de um novo equipamento industrial de engomadoria.

Com os Serviços de Acção Social da Universidade do Minho, um protocolo baseado na articulação entre os serviços disponibilizados pela Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa e os equipamentos cedidos pela SASUM, com destaque para projectos de voluntariado.

Com a Energia em Conserva, no âmbito da eficiência energética dos edifícios da Cruz Vermelha de Braga e com as empresas LexArq  e tdp –projecto e fiscalçização –  a propósito do projecto e especialidades da construção da nova sede.

O evento prolongou-se até às 2:00h com um “after dinner”, iniciado pelos professores de dança profissional, Ricardo Abelhas e Sandra Nogueira. A animação musical esteve a cargo do Grupo Imperial, com o Dj José Ribeiro.

Presentes no jantar estiveram, na mesa presidencial, Armando Osório, Presidente da Delegação de Braga, o General Governo Maia, Vice-Presidente Cruz Vermelha Portuguesa, Rui Vieira de Castro, Reitor da Universidade do Minho, Pedro Castro, CEO da Ambar, Edgar Moreira, CEO da Energia em Conserva, António Paisana, Administrador da SASUM – Serviços de Acção Social da Universidade do Minho, Joaquim Teixeira, membro do conselho de administração do grupo DST, Álvaro Fernandes, Arquitecto representante da LexArq, Manuel Palinhos, Engenheiro da tdp – projecto e fiscalização e Luís Torres, Business Development Manager na empresa Torrestir, em representação do Padrinho do Evento, o empresário Fernando Torres.