JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Manuel Pinho pede maior raio da pulseira electrónica para tratar da horta em Braga

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Manuel Pinho enviou em Julho um requerimento aos serviços prisionais, pedindo que o raio de acção da sua pulseira electrónica seja alargado de modo a poder cuidar da sua horta onde faz uma agricultura de subsistência, avançou esta segunda-feira o Correio da Manhã.

O ex-ministro da Economia de José Sócrates está a cumprir prisão domiciliária na Quinta do Assento, em Gondizalves, Braga.

PUBLICIDADE

Recorde-se que esta medida de coacção foi decretada pelo juiz Carlos Alexandre, devido à falta de pagamento de uma caução de seis milhões de euros.

O ex-governante é suspeito dos crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal e de ser pago pelo BES enquanto ministro para favorecer a EDP, tendo, segundo o Ministério Público beneficiado de cinco milhões de euros.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.