REGIÃO

REGIÃO -

Mulher constituída arguida por falsificar atestados médicos na Póvoa de Lanhoso

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A GNR constituiu esta quarta-feira uma mulher, de 45 anos, por falsificar atestados médicos, na localidade de Amparo, Póvoa de Lanhoso.

Os militares da Guarda apuraram que a suspeita forjava atestados médicos para justificar, junto das entidades patronais, as suas faltas ao trabalho. 

“Esta situação estava a causar instabilidade no seio da comunidade médica do concelho de Póvoa de Lanhoso, uma vez que os atestados eram passados em nome de vários médicos”, refere a GNR em comunicado.

PUBLICIDADE

Em busca domiciliária, a Guarda apreendeu artigos informáticos, nomeadamente dois computadores portáteis, um telemóvel, uma impressora e vários atestados médicos falsificados.

A suspeita foi constituída arguida, e os factos remetidos ao Tribunal da Póvoa de Lanhoso.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.