VILA VERDE

VILA VERDE -

Novo hiper em Vila Verde faz estalar mais uma polémica entre PSD e PS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A polémica está criada. O executivo da Câmara Municipal de Vila Verde aprovou a proposta de construção de um hipermercado da marca Continente na zona da rotunda de Bom Retiro, junto à EN 308, um investimento de oito milhões de euros que prevê contratar 70 funcionários.

No entanto, falta saber o que vai constar na acta da reunião, que será votada daqui a 15 dias em novo encontro dos vereadores do executivo.

PUBLICIDADE

É que a maioria do PSD diz que, na reunião desta segunda-feira, os socialistas abstiveram-se e que esta terça-feira, quando a reunião recomeçou, quiseram alterar o sentido de voto, o que não foi aceite, pelo que na minuta da ata vai constar que se abstiveram.

Ao jornal “O Vilaverdense”, o vereador José Morais afirmou que o voto do PS foi contra na reunião de ontem e na que se realizou esta tarde, como continuação da de ontem. «Não é o PSD que vota pelo PS. O nosso voto foi contra e tenho documentos que o provam», assegura.

O presidente da Câmara, António Vilela, disse, por seu turno que os dois vereadores da oposição se abstiveram, conforme ficou registado na minuta da acta pelo secretário da Câmara. O autarca não quer “comprar guerras desnecessárias”, pelo que não acrescenta mais nada.

Uma outra fonte camarária adiantou que José Morais tentou inverter o sentido de voto, mas tal não era possível dado que a reunião terminou às 13h00, estando marcada para hoje, às 17h30, uma pequena sessão de assinatura de documentos: «abstiveram-se, esta é que é a verdade», assevera.

Já José Morais disse ao Vilaverdense que em nenhuma minuta ou acta pode aparecer que o PS se absteve, e ameaça recorrer ao Ministério Público se tal acontecer: «eles que digam o que quiserem! Votámos contra e fizemos uma declaração para a acta!».

Conforme “O Vilaverdense” noticiou, a obra é da empresa Kebramatix, do grupo DST, e tem parecer positivo da Infraestruturas de Portugal. O grupo adquire o terreno, constrói e aluga o espaço ao Continente por um período longo, pelo menos 50 anos.

O futuro Continente – Bom Dia deve estar pronto antes do Natal, terá uma área bruta de construção superior a 3.000 m2, ficando dotado de áreas de estacionamento para 115 automóveis, dos quais 98 em parque subterrâneo.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS