UMINHO -

UMINHO - -

Novo presidente da AAUM defende Ensino Superior gratuito

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Rui Oliveira, que esta sexta-feira tomou posse como presidente da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) para o mandato de 2020, defendeu que o país precisa de Ensino Superior gratuito.

Falando na tomada de posse dos órgãos da AAUM saídos das eleições de 3 de Dezembro, Rui Oliveira afirmou que o governo tem “uma árdua e importante tarefa de reverter o constante atraso no que diz respeito às políticas do Ensino Superior, comparativamente com os seus parceiros Europeus”.

Oliveira, que substitui Nuno Reis na liderança da associação académica minhota, dizendo-se comprometido com a comunidade estudantil, defendeu então que “o nosso país precisa de Ensino Superior gratuito”.

PUBLICIDADE

O aumento do financiamento na Acção Social, a redução do valor das propinas e as despesas que os estudantes têm com a alimentação, transportes, alojamento e material escolar são outras das reivindicações de novo líder da AAUM.

Falando para o interior da associação, Rui Oliveira referiu que ainda há um longo caminho a percorrer, visto que “a AAUM é, e será sempre, um projecto inacabado”.

A nova direcção, acrescentou “está ciente da responsabilidade que é defender os legítimos interesses dos estudantes, alicerçada nos princípios da democraticidade, da representatividade e da independência”, e frisou que nenhum membro da academia minhota deve ser alheio ou indiferente para a AAUM. “Consolidar a remodelação da estrutura iniciada no mandato transacto”, é um dos objectivos lembrou.

Já o reitor da Universidade do Minho considerou que “o compromisso da AAUM com os estudantes foi sempre marca de água”. Rui Vieira de Castro desafiou a nova direcção para “o desenvolvimento de iniciativas que promovam uma maior participação da comunidade académica, um obstáculo muito difícil de ultrapassar”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS