VILA VERDE - Professores do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva partilharam experiências tidas no estrangeiro

VILA VERDE -
Professores do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva partilharam experiências tidas no estrangeiro

Os professores do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, que estiveram envolvidos em mobilidades em países como Finlândia, Estónia, Eslovénia, Espanha, República Checa e Roménia, apresentaram as conclusões do seu trabalho a todos os docentes do Agrupamento.

Uma iniciativa que decorreu no auditório da Junta de Freguesia de Moure e contou com a presença da Vereadora da Educação, Júlia Fernandes.

As partilhas serviram para conhecer realidades diferentes do ensino em Portugal.

PUBLICIDADE

«Há aspectos em que estamos melhor e outros em que estamos pior», foi das frases mais ouvidas.

Do exemplo da Roménia, onde não há praticamente novas tecnologias no ensino mas os alunos são treinados para a excelência, ao modelo da Finlândia, uma escola sem portões, de bem-estar e onde os alunos sabem as metas que têm que atingir, foram alguns dos assuntos e experiências partilhadas.

Estas mobilidades, inseridas no programa europeu Erasmus + e direccionadas para professores, já estão a produzir efeitos na escola: há docentes que estão a aplicar as suas aprendizagens em contexto de sala de aula, havendo ideias que poderão ser alargadas a toda a comunidade escolar já no próximo ano lectivo.

A Vereadora da Educação, Júlia Fernandes, também se quis associar aos ensinamentos que os professores trouxeram e mostrou-se disponível para colocar em acção a criação de um projecto-piloto de bem-estar na escola.

«Uma turma onde se substitua as cadeiras e as mesas por almofadas e sofás, os alunos andem descalços e tenham um acompanhamento mais personalizado é um desafio que a Câmara está disponível para acolher».

Recorde-se que o Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva está no pódio nacional das escolas com mais projectos Erasmus aprovados: são 10 num total de mais de meio milhão de euros envolvidos.