INCÊNDIO

INCÊNDIO -

Protecção Civil pede medidas preventivas devido ao risco de incêndio

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) alertou, esta segunda-feira, para a necessidade de adoptar medidas preventivas devido ao risco de incêndio rural.

«As condições meteorológicas previstas são favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais e ao aumento da dificuldade das acções de supressão (controlo e extinção)», refere.

PUBLICIDADE

A ANEPC recorda que durante o período crítico, até 30 de Setembro, é proibido fazer queimadas extensivas, queimas de amontoados e utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito.

É igualmente proibido fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais, lançar balões de mecha acesa e foguetes, assim como fumigar ou desinfestar apiários excepto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas.

Existe também a proibição de usar motorroçadoras (excepto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de risco máximo, evitando-se o uso de grades de discos.

O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da Câmara Municipal.

Além disso, é obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e um ou dois extintores de 6 kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

«A ANEPC apela à tolerância zero para o uso do fogo nos espaços florestais», frisa.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.