COVID-19

COVID-19 -

Surto de covid-19 em “fase crescente” na comunidade brasileira em Braga. Pelo menos 15 infectados

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Há pelo menos quinze casos confirmados de covid-19 na comunidade brasileira em Braga nas duas últimas semanas, o que acontece pela primeira vez desde o início da pandemia, segundo Alexandra Gomide, presidente da União de Apoio e Integração (UAI) aos imigrantes da comunidade luso-brasileira em Portugal.

Em declarações à Rádio Universitária do Minho (RUM), Alexandra Gomide, fale de um surto “em fase crescente”, uma informação comunicada pela delegada de saúde local da ARS-Norte.

PUBLICIDADE

Todos os infectados são adultos, de idades variadas e a residirem na zona urbana de Braga, especifica.

Desde o início da pandemia, esta é a primeira vez que surgem casos confirmados na comunidade brasileira a residir na cidade disse à RUM a dirigente associativa, que “tem monitorizado a situação”.

Por se tratar de uma situação nova, a UAI decidiu lançar um vídeo de informação e sensibilização preparado para a comunidade brasileira (https://www.facebook.com/2021130458108134/videos/306247370693501).

O processo de desconfinamento está a levar a população na generalidade a regressar aos seus antigos hábitos, promovendo grandes convívios entre famílias e amigos e muito mais saídas à rua, daí a campanha, que envolvem algumas personalidades mais conhecidas como Alan e Matheus, do Sporting Clube de Braga.

“Não é fácil com este clima maravilhoso não estar junto dos nossos. A nossa comunidade gosta de convívio e de se abraçar, mas ainda não é o momento para ter qualquer tipo de aglomeração”, alerta a professora universitária, natural de Minas Gerais.

Apelando à comunidade que procure estar “entre os mais próximos e evitar locais públicos quando desnecessário”, aconselha cada um “fazer a sua parte e perceber o que pode melhorar. Se quero ir para a praia, tentar ir somente com aquele meu grupo próximo para evitar esses convívios”.

Afirmando ter conhecimento de eventos em residências e apartamentos, Alexandra Gomide pede aos brasileiros que “evitem essa situação”.

“Vamos nós um cuidar do outro. Seja o chato da turma!”, desafia. “Vamos seguir as normas da DGS”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS