SAÚDE

SAÚDE -

Taxa de incidência covid-19 com subida perigosa em Braga

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O boletim epidemiológico divulgado esta sexta-feira pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) é pouco animador para o distrito de Braga, que vê a taxa de incidência da covid-19 a 14 dias a crescer substancialmente. Os concelhos de Fafe e Vizela arriscam-se a retardar o desconfinamento.

Para o concelho de Braga, o boletim indica uma subida de 172 para 210 casos por 100 mil habitantes (mais 38), aproximando-se perigosamente dos 240 por 100 mil habitantes para os de alta densidade.

Subidas ainda mais acentuadas verificam-se em Famalicão (mais 90), Guimarães (mais 78) e Barcelos (mais 43 casos).

PUBLICIDADE

Já Fafe passou de 184 para 289 (mais 105) e Vizela viu o número crescer dos 109 para 151 (mais 42). Caso os valores se mantenham ou subam na avaliação da próxima semana, estes concelhos retrocedem no desconfinamento.

TAXA DE INCIDÊNCIA ENTRE 1 E 14 DE JULHO

Fafe – 289 por 100 mil habitantes *

Famalicão – 260 *

Guimarães – 211*

Braga – 210 *

Barcelos – 178 *

Celorico de Basto – 159

Vieira do Minho – 153

Vizela – 151 *

Vila Verde – 120

Póvoa de Lanhoso – 116

Cabeceiras de Basto -116

Amares – 111 *

Esposende – 100 *

Terras de Bouro – 63. 

*Concelhos de alta densidade (240 por 100 mil habitantes)

 

Legenda: Braga/Foto PressMinho

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.